PLANOS URBANOS DO RIO DE JANEIRO: PLANO AGACHE

O Plano Agache foi a primeira proposta de intervenção urbanística na cidade do Rio de Janeiro com preocupações genuinamente modernas. Concluído em 1930, introduziu no cenário nacional algumas questões típicas da cidade industrial, tais como o planejamento do transporte de massas e do abastecimento de águas, a habitação operária e o crescimento das favelas. Além disso, com discussões emergentes que iam desde a necessidade de um zoneamento para a cidade até a delimitação de áreas verdes, ultrapassou os limites do Academicismo das intervenções predecessoras de Pereira Passos e Paulo de Frontin.

Pensando de maneira orgânica e global o espaço, a arquitetura essencialmente cosmopolita do Art Déco deu o tom para a estrutura urbana proposta. O tratamento volumétrico moderno das suas composições com a predominância de cheios sobre vazios e a composição com linhas e planos serviram para Alfred Agache pensar a cidade como arquitetura, com estruturas urbanas orientadas pela forma dos edifícios, moldando espaços públicos, ruas, quadras e galerias.

A versão traduzida do Plano Agache foi publicada em 1930 com uma tiragem de 1.750 exemplares, 250 dos quais numerados, em versão luxo com um mapa geral com as propostas do plano. Para esse trabalho foi digitalizado um exemplar privado, não numerado. Outros exemplares podem ser consultados em bibliotecas públicas como a Biblioteca do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos. Para citação bibliográfica:
PREFEITURA DO DISTRICTO FEDERAL; AGACHE, A. Cidade do Rio de Janeiro: Extensão- Remodelação-Embellezamento. Paris: Foyer Brésilien, 1930. Disponível em http://planourbano.rio.rj.gov.br, acesso em dia / mês / ano.

Este trabalho é parte do Projeto de Estudos dos Planos Urbanos realizados para a Cidade do Rio de Janeiro. A digitalização do original foi apoiada pelo Instituto Art Déco Brasil por ocasião do XI Congresso Mundial Art Déco no Rio de Janeiro em agosto de 2011e a tecnologia de pesquisa partiu da empresa DocPro.
REALIZAÇÃO APOIO




 
 









Donat Alfred Agache (1875 - 1959)

Arquiteto francês diplomado pela École des Beaux-Arts de Paris em 1905. É fundador da Sociedade Francesa de Urbanistas, tendo sido secretário-geral até o período entre guerras. Alguns lhe atribuem a criação do vocábulo urbanismo.

Em 1927 é convidado para uma série de conferências sobre urbanismo no Rio de Janeiro, que culminam com sua contratação no ano seguinte para elaboração de um plano urbanístico para a cidade.

A partir de 1939, em seu exílio permanente no Rio de Janeiro, atua como consultor em matéria de urbanismo e elabora projetos para Porto Alegre, Goiânia, Curitiba, Campos, Cabo Frio, Araruama, Atafona, S. João da Barra, Petrópolis, Vitória, São Paulo e Araxá.